Segunda-feira, 28 de Julho de 2008

Vive

 

Vive
 
Vive, dizes, no presente,
Vive só no presente.

Mas eu não quero o presente, quero a realidade;
Quero as cousas que existem, não o tempo que as mede.

O que é o presente?


É uma cousa relativa ao passado e ao futuro.
É uma cousa que existe em virtude de outras cousas existirem.
Eu quero só a realidade, as cousas sem presente.

Não quero incluir o tempo no meu esquema.
Não quero pensar nas cousas como presentes; quero pensar nelas 
                como cousas.


Não quero separá-las de si-próprias, tratando-as por presentes.

Eu nem por reais as devia tratar.
Eu não as devia tratar por nada.

Eu devia vê-las, apenas vê-las;
Vê-las até não poder pensar nelas,
Vê-las sem tempo, nem espaço,
Ver podendo dispensar tudo menos o que se vê. 
É esta a ciência de ver, que não é nenhuma.
 

          

                             

                            

            

Alberto Caeeiro

hoje estou....:
publicado por adnirolfpa às 14:54
link do post | diz lá.... | favorito
|
8 comentários:
De poetaporkedeusker a 28 de Julho de 2008 às 15:24
Ai não que não digo! Então do Caeiro que é o meu (dele, Pessoa) heterónimo favorito!
Parece que estás a retomar o teu ritmo de postagens! Ainda bem. Por cá anda tudo doentito, mas tudo há-de melhorar, se Deus quiser!
Um abraço dos grandes!
De adnirolfpa a 28 de Julho de 2008 às 15:36
...nem sempre se pode/deve postar o que se quer. E assim que comecei a sentir essas amarras já não me senti com q liberdade que ousava pensar ter adquirido ao chegar.
Mas...
tudo tem solução não é??
bjinho querida e as melhoras...
De poetaporkedeusker a 28 de Julho de 2008 às 15:53
Claro que tudo tem solução Flor! Também eu me senti bastante mal quando senti, repentinamente, essas amarras. Mas pensei bem e vi que nada do que fazia era incorrecto ou ia contra os meus valores mais profundos, por isso continuei, igual ao que sempre fui. Sabes que acabo de ficar com o queixo "no chão" com a minha conta de banda larga da TMN? Eu que desde Janeiro sempre paguei só 29,90 euros (taxa fixa para 2 gigas) acabo de receber uma conta de 84,20 euros. E logo este mês em que até estive sem acesso à net durante alguns dias e acabei por utilizá-la muito menos do que o habitual. Agora é que fiquei mesmo zangada! É evidente que não vou pagar esta conta. Não tenho dinheiro para isso, nem pago uma coisa que não utilizei! Mais uma queixa para as autoridades competentes. Como será que conseguem fazer isto?
Estou mesmo, mesmo zangada! É uma diferença brutal. Ainda bem que as autoridades já começam a prestar atenção a estes tipos de "pirataria"!
Um abraço!
De adnirolfpa a 28 de Julho de 2008 às 16:06
...informa-te pois tudo terá solução.
Sabes acho que a "vida" nos vai dando estas "surpresas" apenas para quebrar a monotonia eheheh A "vida" essa malandra, ainda nem percebeu que temos tudo menos monotonia............ehehhe
bjinho
De poetaporkedeusker a 28 de Julho de 2008 às 16:14
Já me estou a informar, já! Eu dou-lhes a monotonia!
De linhaseletras a 29 de Julho de 2008 às 01:11
VIVE E DEIXA VIVER! é o meu lema favorito, eu vivo intensamente o presente nunca esquecendo o passado, e pensando no Futuro ,mas nunca deixando para o Futuro o que posso fazer no presente.
Uma boa semana para si e boa noite
De J.C. a 30 de Julho de 2008 às 09:39
viver só no presente deve ser maravilhoso ...

um abraço

jmack
De adnirolfpa a 30 de Julho de 2008 às 10:37
O passado tem tendência a "agarrar nos" e não nos deixar evoluir, o futuro tem tendencia a nos assustar e não nos deixar usufruir. O presente, por muito estranho e dificil que seja é o que nos faz crescer.
Há algum tempo perdi uma sobrinha que amava muito, de uma doença que a consumiu 3 anos . Ela sabia do desfecho esperado. Acabou o curso(sabendo que não exerceria), tirou carta de condução( alegrou-se em usar o carro apenas 1 vez) Lutou por causas(sabendo que nunca seriam as dela)Sofreu dores e atrocidades sempre pensando que seriam de utilidade a outrèm. Nunca perdeu o sorriso e dizia-me com muito carinho: vive. Vive um dia, uma hora, um momento apenas de cada vez.
A intensidade com que vivemos apenas os momentos que a vida nos dá(bons ou maus) é que nos dá a ousadia de acreditar.
Amanhã?
O que é amanhã senão um hoje?
beijo

diz lá...

.EU

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.Se bem me lembro...

. Santo e Feliz Natal

. Hibernar na Primavera????

. Patrick Swayze

. com simpatia......

. um dia de cada vez...

. Tristeza......

. Confiar.....ou não.

. SANTA PASCOA

. Coisas pequenas.

. A Saga dos Nossos bichos ...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.favoritos

. ZHANG ZEN

. *Desfile de Rosas...by Ad...

. A VIAGEM (3º Soneto da Co...

. Ave ferida

. O PALÁCIO DE SAL

. Alguém escreveu assim ......

. ... E SE EU NÃO DIGO ÁMEN...

. O Herege

. ABC Poético

. Calor Frágil...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds