Terça-feira, 11 de Novembro de 2008

DUNAS

Dunas - GNR
===========


Dunas, são como divãs
Biombos indiscretos de alcatrão sujo
Rasgados por cactos e hortelãs

Deitados nas dunas
Alheios a tudo
Olhos penetrantes
Pensamentos lavados

Bebemos nos lábios
Refrescos gelados
Velamos segredos
Saltamos rochedos

Em câmara lenta
Como na TV
Palavras a mais
Na idade dos porquês

Dunas, são como divãs
Quem nos visse deitado, cabelos molhados
Bastante enrolados, sacos cama salgados

Nas dunas
Roendo maçãs
A ver garrafas de óleo boiando vazias
Nas ondas da manhã

Bebemos nos lábios
Refrescos gelados - nas duas
Em câmara lenta
Como na TV - nas dunas
publicado por adnirolfpa às 07:35
link do post | diz lá.... | favorito
|

.EU

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.Se bem me lembro...

. Santo e Feliz Natal

. Hibernar na Primavera????

. Patrick Swayze

. com simpatia......

. um dia de cada vez...

. Tristeza......

. Confiar.....ou não.

. SANTA PASCOA

. Coisas pequenas.

. A Saga dos Nossos bichos ...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.favoritos

. ZHANG ZEN

. *Desfile de Rosas...by Ad...

. A VIAGEM (3º Soneto da Co...

. Ave ferida

. O PALÁCIO DE SAL

. Alguém escreveu assim ......

. ... E SE EU NÃO DIGO ÁMEN...

. O Herege

. ABC Poético

. Calor Frágil...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds